quarta-feira, 11 de junho de 2008

Malvas Rosa....




Porque a ausência é palavra que me incendeia o querer... a saudade aumenta assim como o desejo de ter aqui. Assim, vou memorizando nos olhares as palavras com eles trocadas. Serei por certo uma pequena palavra nesse teu mar de letras ou, será que sou, a erva daninha que teima danificar o teu jardim?! Porque agora a distancia é tão física, e no entanto, nunca te senti tão junto de mim. Esta ausência é serena, não dói pois sei que estamos juntos em pensamento. Como erva daninha quero crescer entre as malvas rosa. Será que conheces as malvas rosa?! São flores altivas de um mesmo tronco, no entanto tão singelas na sua beleza, assim como as palavras são parte de ti. És o meu tronco de malva rosa. Aroma que respiro. Navego, ou será que voo, pelo teu mundo de palavras? Te absorvo mais e mais… Querer beber-te na essência. Conheço os teus escritores e algumas das tuas músicas, poetas e neles te revisito em ti. No entanto, não sei das tuas flores… do teu jardim! Gostas de malvas rosa?
E, como resposta te digo que não, não me perdeste… achaste-me na falta que me fazes. Na importância pelo tempo que me dedicas mesmo não sendo a tua rosa.
Esta ausência tem final previsto… estás quase a chegar. Já te sinto aqui. És o meu momento presente.
BF

7 comentários:

Dois Rios disse...

A ausência é um campo devastado pela presença do outro. Ela gruda, queima, calcina, e soa sempre como algo definitivo. Acho que é por isso que dói tanto.
Bjs,

poetaeusou . . . disse...

*
a ausência,
é o vazio da espera,
é um cais por preencher,
,
conchinhas
,
*

Amaral disse...

Que doces malvas rosa!!!
És e serás sempre o "teu" momento presente!
No entanto, dás esse momento e bebes as flores que respiras.
Vim para te acompanhar!...

Maria disse...

"Querer beber-te na essência."
"És o meu momento presente."
Como comentar este texto? Está tudo aqui, dentro.
Que o momento presente seja eterno, enquanto durar...

Beijos, Papoila

Isabel-F. disse...

um belo texto e ...


parabéns pelo novo visual do blog ... está bem lindo


beijinhos

Jorge P.G disse...

Mas que bonitas palavras de amor e esperança, agora num fundo suave e bem cuidado.

Um abraço.
Jorge P.G.

Alexandre disse...

Ausência, saudade, desejo, rosas... os ingredientes que me fazem - neste momento - ficar pendurado no teu post - nem de propósito, ainda bem que vim aqui agora, é bom sentirmos que há alguém na mesma situação de nós...

Muitos beijinhos!

Quanto àquilo de caminhar do lado esquerdo, é por ser o lado do coração, mas na verdade só um dos amantes pode caminhar do lado esquerdo do outro!