sábado, 24 de outubro de 2009

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.

Uma Janela da Minha Infância...
Esta casa, outrora, no meu tempo de menina, tinha vida…muita vida. Era ocupada por uma menina e um menino que comigo brincavam no ribeirinho de água. Hoje, as pedras que serviram de abrigo familiar, dentro das quais tanto brinquei, apenas sentem o leve pulsar da hera que aos poucos lhes vai revestindo o corpo escondendo de olhares. Para além das vidraças, também da minha memória, o Marquito e a Susaninha sorriem. Saudades. Ciclos que se fecharam.
BF

“…Enquanto não encerramos um capítulo, não podemos partir para o próximo. Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora, soltar, desprender-se. As pessoas precisam entender que ninguém está jogando com cartas marcadas, às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

Fernando Pessoa

imagem BF

domingo, 4 de outubro de 2009