quinta-feira, 22 de maio de 2008

Porque me apetece Pedro Tamen


Só me separa intenso do que foge
pelo meio dos fumos e das micas
a bala que me apontes e se aloje
onde resido eu, e tu te ficas:

nesse lugar de goma almiscarada,
e mascarada (que não é possível
de modo outro ser-se), tu, a fada
de cor e pele e carne mais doível,

ergues as mãos de lacre no que sou
e tocas essa vara, vime e lenho,
no que passar, ou passe, ou já passou

_ e assim é que me perco e que me ganho,
pois que por ti tudo o que tenho dou,
pois que de ti o que te dou retenho.

Pedro Tamen

(foto a caminho do sul - BF)

4 comentários:

Maria disse...

E apetece-te muito bem....

Um beijo, Papoila

Jorge P.G disse...

E fizeste uma óptima opção, quanto a mim.
Poeta mal conhecido, demasiado colado a letras para canções, boas mas naturalmente de menor difusão como peças poéticas que são.
Fizeste bem em trazê-lo ao teu Campo em Flor.

Bom fim-de-semana e um abraço.
Jorge P.G.

poetaeusou . . . disse...

*
"poemas a isto"
,
recordei,
,
conchinhas
,
*

Goticula disse...

Passei para deixar-te um beijinho.

Bom Domingo.

bjinhos