segunda-feira, 10 de setembro de 2007

A Tua Deixa...


Pelos sonhos viajo
Invento diálogos
Realizo a cena da vida que anseio.
Sempre idealizei cenas de uma vida
Que não vivi…
Escolhi os cenários,
Ensaiei os textos,
Rodeei-me dos melhores actores
E, esperei a deixa.
Palavra certa a ser proclamada por ti!
Como actor principal,
Neste cenário, por mim, idealizado
És luz que enche o palco
És resposta neste meu monologo…
Te sinto assim.
E na hora de eu actuar já não estás em cena.
Não recebes os aplausos…
Já recolheste ao camarim.

BF
foto retirada de imagens google

13 comentários:

C Valente disse...

Muitos diálogos de coisas boas
saudações amigas

Paula Raposo disse...

Gostei deste poema! Beijos.

Claudia Perotti disse...

Essas cenas que tanto queremos...
Muitas vezes os atores fogem do roteiro e improvisam coisas que não esperamos, mas mesmo assim não deixam de nos encantar.

Beijinhossss

SentidoS disse...

No palco da vida, actores somos todos, patronos dos nossos próprios monólogos, das deixas que nos lembramos, das outras que não recordamos, mas a peça continua, tal como a vida, que não pára sob a mascara escondida. Adorei este poema, perfeito, sabes bem porquê.

Beijo Sentido

Um Momento disse...

Lindo Poema...
Senti
Beijo em ti
(*)

Obscuridade Translúcida disse...

A vida � uma pe�a teatro inacabada...

MADRUGADA disse...

Eh, lá!...

papagueno disse...

Pena que certos "actores" fujam logo nas cenas principais. Beijinhos

J.G. disse...

Quantas vezes acontece esta recusa em ser actor actor principal, ainda que porventura se goste da peça, do teatro, do público e dos intervenientes na feitura da peça encenada...

Um abraço.

astuto disse...

Esta vida é uma encenação. Uns são actores os outros espectadores. Vou tentar sair do marasmo e ser actor, agir.

Bonitas palavras tu aqui tens!!

Cumprimentos.

Marilac disse...

Lindo poema..
Li e fiquei pensando em quantas vezes esperei a deixa para entrar em cena..

Bjs
Marilac

Maria disse...

Tão bonito este poema....
Dá para pensar tanto....

Beijo

Anónimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado