quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Na noite


Te penetro noite
Com os olhos do firmamento
Negrume da alma em mim
Sombras do dia que passou
Marcas …Angústias… sorrisos
Estranhos amares na alma pesada,
Coração aflito
Em demandas infindas dos sonhos
Rasgo emoções
Abalroo sentimentos
No desejo do perfeito querer
Na alma pura
Que me atrai
Ávida de ter
Singelo amar

BF
imagem retirada da net

16 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
noite
dos quereres
dos teres
e dos amares
*
bji
*

Kalinka disse...

Amiga
ofereço-lhe um «Trevo da sorte», todos no Mundo precisamos de sorte.
Venha buscá-lo, é seu.

Vou contar-lhe um segredo:
Há 33 anos atrás, dei à Luz, uma criança de seu nome Alexandre.
é isso, eu e ele estamos de Parabéns.
Só Deus sabe como tenho feito tudo na Vida, para o bem dele, anulei-me, deixei de trabalhar para o poder criar em casa, com outras condições, as melhores possíveis e, ele esquece-se que tem uma Mãe. Esta mágoa hei-de carregar comigo até ao fim da Vida.
Mas, continuo de cabeça erguida, tentando fazer o melhor que posso aos meus netos, principalmente dando-lhes muito Amor. E, por falar em netos, é engraçado, no dia que o meu filho faz 33 anos, a sua filha, minha neta entra para a Escola Primária, dando os primeiros passos em direcção ao seu Futuro... e, dizem que « não há coincidências»...

Beijos e abraços.

Paula Raposo disse...

Belo poema! Beijos.

Amaral disse...

Sentimentos e emoções que o negrume da noite atrai para um "singelo amar"...

J.G. disse...

Uma declaração de guerra ao conformismo na luta por um ideal.

Abraço.

Sei que existes disse...

Lindo!
Beijinhos grandes

Sei que existes disse...

Lindo!
Beijinhos grandes

C Valente disse...

Parabens pela nomeação merecida
saudações amigas

Gui disse...

Uma bonita retrospectiva feita ao dia que acaba de terminar. Noite tempo de reflexão, e tema para um belo poema. Um beijo querida Papoila.

Lumife disse...

Gostei!

"Ávida de ter singelo amar"

Quem sabe esse amor não estará aí por perto...

Bom fim de semana

Beijos

Fernanda e Poemas disse...

Bela foto e adorável poema!
Papoila bom fim de semana.

Beijinhos com sabor a mar.

Fernandinha

O Profeta disse...

Palavras!
São tantas, são areia
Em praia deserta de encanto
Ocas, vazias, brincadeira

Ditas aos sete ventos
Levianas, geram dor
Com as cores da ternura
Podem dar frutos de amor…


Bom fim de semana


Mágico beijo

C Valente disse...

Bom fim de semana
saudações amigas

astuto disse...

As almas puras são as que nunca se negam a amar.

Gostei.

Cumprimentos.

Eärwen Tulcakelumë disse...

Como sempre palavras belas e sentidas.

Pérolas incandescentes de inspiração.

Eärwen

Yellowstone disse...

Hoje...procurei uma palavra que me confortasse no meio da solidão profunda do meu peito. Tentando conter as lágrimas que teimam em assomar aos meus olhos...

E hoje...este teu poema traduz perfeitamente o meu sentir...A única diferença é que o meu dia que passou foi o de ontem.

Quando conseguir afogar a emoção serei capaz de escrever; nada como o sofrimento para nos inspirar, que amarga ironia...

Como tudo poderia ser mais simples...


Um beijo