quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Apelo




Nas horas ocas de quereres,
As páginas em branco do livro, em que escrevo
História de mim...
Esvoaçam
Alvos montes frios,
Em que o gelo me toca.
E, se de branca neve me cubro por fora
Cá dentro fervilha um coração
Vermelho vivo...
Que de tanto amar
Cansado está.
Porque repouso precisa,
Este coração grita
Para que com os ventos agreste,
A Rainha do gelo,
Em pingos suaves toldando
seu manto branco,
dissolva este vermelho ardente....
Repousar preciso!
BF

6 comentários:

Yellowstone disse...

Olá Papoila...

De vez em quando parece que desapareço...mas não, é o dia-a-dia que me rouba o tempo.

Sei o que é amar assim e precisar de repousar...

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
Vermelho vivo...
*
bj
*

gasolina disse...

Ai que não acredito nada...

Esse coração é mais vivo que o vermelho!

Beijos, Papoila dos Girassóis!

Amaral disse...

Amar não cansa!
Deixa esse coração brilhar de luz, de paixão vermelha!
Repousa, antes, nos braços do amor!

Paula Raposo disse...

Faço minhas as palavras do Amaral! Concordo com ele. Beijos.

Som Do Silêncio disse...

Papoila...

Li...
Reli...

Apenas uma palavra...
Lindo...

Um Beijo Silencioso