quinta-feira, 28 de junho de 2007

Ânsia de te querer


Na ânsia de te querer fugi de mim.
Vagueando contra ondas
Nas marés-cheias de destinos…
Cruzadas apreendi,
Deambulando meu corpo,
Trancando sorrisos,
Calando prazeres...
Cerrar fileiras nas areias quentes,
Hasteando bandeiras de esperança
Em mastros secos feitos de ramos
De árvores caídas…
Fruta madura, esquecida,
Hortelã-pimenta em orla de riacho
… Pura no te sentir!
Barro lamacento no usar,
Matéria que me molda
O querer-te
Boneca frágil….flor
Centelha de vida encontrada no prado!
Espiga em seara ….
Vida renascida
Na fuga de mim
Na ânsia de te querer!

BF
foto retirada da net

3 comentários:

gasolina disse...

Na ânsia de amarmos não fugimos de nós, entregamos o Eu ao outro.
...Como te entendo, Papoila.

Beijo, fica bem

Helena Nunes disse...

"...Vida renascida
Na fuga de mim
Na ânsia de te querer..."

Agora que renascida estás, não fujas do teu bem querer. Vive-o
Bjos

Isabel-F. disse...

lindas as tuas palavras ....gostei muito....


vim agradecer-te a tua visita lá ao meu sitio e palavras que deixaste .... volta sempre... a casa é tua e a porta está aberta sempre ...


beijinhos e bom fim de semana