domingo, 17 de abril de 2011

Estória Encantada

Castelos erguidos no cimo de escarpas

Penedos íngremes a superar

Rasgando a carne na escalada

Num esforço estremo para alcançar

Árvores frondosas

Troncos desnudos

Na ténue linha do teu olhar

Utópicos vislumbres do meu sentir

Verde ondulante deste mar

Que afoga o sonho e mareja a vida

Fonte que corre

Terra arada

E em teu redor semeias quimeras

Que florescem num tempo por encontrar

Vagueando em recônditas veredas

Que o sonho teima em desbravar

Castelos encantados

Estória a reinventar

BF

(foto minha)

7 comentários:

Dois Rios disse...

Lindo, minha querida!

Eis a vida em forma de poema.

Beijos,

Inês

C Valente disse...

Gostei, belo poema
Saudações amigas

C Valente disse...

Gostei, belo poema
Saudações amigas

C Valente disse...

Bons feriados com uma Páscoa Santa
Saudações amigas

AFRICA EM POESIA disse...

PAPOILA
LINDO O POEMA...


a Pascoa
è Mudança
É Amor
É Renascer
É saber dar-se
´

Pascoa é mesmo AMOR
Beijos

Sofá Amarelo disse...

A história e as estórias podem ser sempre reinventadas... em especial se forem em lugares que nós conhecemos bem... Castelo de Palmela, a magia das pedras e do tempo...

Muitos beijinhos e uma excelente Páscoa!!! >:o)))

Multiolhares disse...

q2ue as pedras com que fazemos erguer os nossos castelos possam perdurar pele eternidade
boa pascoa
bjs