terça-feira, 15 de abril de 2008







Mulher
Desnuda de afectos
Perdidos nas ravinas
Talhadas numa vida
Que rola solta
Em derrapagem de sentires
Mágoas passadas
Cicatrizando ao vento
Mulher
De sonhos queimados
Que teimam em renascer
Nas acendalhas de olhares claros
Sinceras palavras
Corações abertos
Mulher
Esperança …

BF


9 comentários:

musicallis disse...

De volta querida amiga???
Mas com sonhos queimados que teimam em renascer???

Vive os sonhos de coração aberto, mas não o deixes queimar, cicatriza as feridas e renova-te.
Um beijinho grande

antónio paiva disse...

Escreve, que te faz bem!

Beijinhos

2P disse...

Ainda bem que estás de volta Fofinha
Beijinhos grandes

Jorge P.G Sineiro disse...

Finalmente reaberta a casa?!

Bonita imagem, só os sapatos de tacão alto é que...

O poema é um quadro de sentires de mulher. Bonito!

Um abraço.
Jorge P.G.

Isabel-F. disse...

bom te ver de volta ...


lindo o teu poema.


beijinhos e bfds

Maria disse...

Papoila!

Todos os sonhos devem renascer das cinzas, se preciso for, para continuarmos em frente!

Gosto de te ver de volta, Mulher Esperança.

Beijos

Jorge P.G Sineiro disse...

Passo e deixo um abraço de fim-de-semana.

Jorge P.G.

lua prateada disse...

E foi assim...no sorriso do tempo
Envelhecido pelo vento!...
Mas com cara feliz por perdurar
Que passei deixando o verbo amar...
e uma linda semana.
Beijinho prateado com carinho
SOL

Lumife disse...

Uma visita que o tempo "permitiu"...

Vou demorar a passagem pois há muito e belo para apreciar.

Beijos