quinta-feira, 21 de junho de 2007

Cidade Luz







Cidade luz
Branca, mármore em colinas
Altaneiras
Olhares saudosos de outras viagens
Velas ao vento, cruz cravada
Fé, paixão
Num leito feito rio.
Versada Pessoa,
Por Amália cantada
Mágica fuga de amores outrora …
Perdidos.
Batalhas travadas
Cidade mourisca…
Conquistada em nome de Deus,
Erguida …
Vestida do mar que por ti entrou
Levando teu sangue teu corpo e vida!
Renascida da força de
Lusos Amantes
Vistes passar Abril
Nas revindicações de Maio!
Menina …chamada.
Rainha do fado
Em ruelas suspirado.
Por tantos amada
E tão esquecida
LISBOA …..Querida!

BF


4 comentários:

sonhadora disse...

"Não te digo tanto quanto quero, nem te faço tanto quanto sonho"

Maria Teresa Horta


Beijinhos embrulhados em abraços

musicallis disse...

Bela é a cidade de Lisboa.
Os seus encantos e desencantos, os seus odores,perfumes que se transformam do dia para a noite...a noite em Lisboa...prazer.
Bjs

poetaeusou disse...

/
À flor dum azulejo, um passarinho,
um cravo e um cavalo de brincar;
um coração com um espinho,
uma flor de azevinho
e uma cor azul luar.

À flor do azulejo, a cor do Tejo
e um barco antigo, ainda por largar.
Distância que já não vejo,
e enche Lisboa de infância,
e enche Lisboa de mar.
,
in) ary dos santos
,
recordo anos 70´
calçada dos cavaleiros
rua da palma
rua do capelão,
.
juncada de rosmanhinho
ai se o meu amor
vier cedinho
eu beijo as pedras do chão ...
,
ji
/

http://madrugada31.blogspot.com disse...

Quem me dera ter braços do tamanho de Lisboa para a abraçar.

Bela dedicatória.

Novo endereço: http://madrugada31.blogspot.com